Home / Novo Gama / Mutirão de ações contra a dengue no Novo Gama

Mutirão de ações contra a dengue no Novo Gama

Governo planta 200 mudas como alerta para manutenção da limpeza de áreas. Mais de 150 servidores fazem trabalhos de fiscalização e prevenção sobre Aedes aegypti

RENATA MOURA, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

Carros abandonados são focos potenciais de reprodução do mosquito
Foto: Lúcio Bernardo Jr. / Agência Brasília

Cerca de 200 mudas de árvores frutíferas estão sendo plantadas no Novo Gama como forma de alerta. A ideia é conscientizar a população sobre a importância de manter a cidade limpa para combater a proliferação dos mosquitos da dengue. A iniciativa é uma das ações previstas para esta quarta-feira (4) naquela região e reúne um mutirão de 150 servidores, de vários órgãos do governo, em atividades de fiscalização e prevenção sobre o mosquito Aedes aegypti.

O objetivo do trabalho é mobilizar e conscientizar a população sobre a importância da contribuição de cada um na prevenção das doenças causadas pelo mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. “Queremos trazer a população para junto das ações do governo, para que eles também possam sentir a responsabilidade de cuidar dos espaços para preservar vidas”, explica a coordenadora do Geiplandengue da Região de Saúde Sul, Maria Aparecida Ribeiro – Geiplandengue é a abreviação de Grupos Executivos Intersetoriais de Gestão do Plano de Prevenção e Controle da Dengue e outras Doenças Transmitidas pelo Aedes, estrutura formalizada no Decreto nº 40.242/2019.

Segundo a coordenadora, durante todo o dia equipes da Vigilância Ambiental da Região Sul visitarão residências para alertar sobre os cuidados necessários no combate à proliferação do mosquito. “Faremos as visitas domiciliares para alertar e caso, haja necessidade, os agentes vão notificar os moradores e orientar para uma conduta mais adequada”, explica.

O lixo e o acúmulo de inservíveis, principalmente nesta época de chuvas, é uma das principais preocupações do governo. “Apesar de intensificarmos o recolhimento, muitas pessoas estão deixando de lado o cuidado em seu próprio quintal. E isso não pode acontecer”, acrescenta Maria Aparecida.

Trabalho envolveu órgãos como SLU, Novacap e DF Legal | Foto: Lúcio Bernardo Jr. / Agência Brasília

Ajuda indispensável

Morador da Travessa Castanheira, o aposentado Francisco Souza acompanhou parte dos trabalhos do mutirão. Ele enfatiza que a ação do governo é importante, mas precisa de uma “ajudinha da população”. “Muita gente não está levando a sério. Acha que pode jogar lixo na porta do outro. O mosquito que vem aqui vai até a casa deles também”, critica.

Na casa do aposentado, pelo menos duas pessoas já contraíram dengue. “É uma coisa muito séria e a gente mantém tudo limpo, porque conhece a consequência. É uma doença que mata e prejudica muitas famílias. Todo mundo precisa assumir esse compromisso da prevenção”, acrescenta.

Na manhã desta quarta-feira, o mutirão se concentrou na Rua das Violetas, na Rua Primavera e na Travessa Castanheira. Além dos agentes da Vigilância Ambiental, estavam presentes auditores de Fiscalização do DF Legal, servidores do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), da Secretaria de Segurança Pública e da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap).

Fonte: https://www.agenciabrasilia.df.gov.br/2020/03/04/mutirao-de-acoes-contra-a-dengue-no-novo-gama/

Sobre Paulo Cabral

Você pode se interessar

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*